A Extensão e as Atividades Curriculares de Graduação

Os tipos ou modalidades de atividades de extensão desenvolvidas pela IBPTECH e seus estudantes ao longo dos conteúdos curriculares da graduação, abrangem:

  1. programas;
  2. projetos;
  3. cursos e oficinas;
  4. eventos;
  5. prestações de serviço.

Consideramos o compromisso social com áreas de atuação e de conhecimento relacionadas aos temas cultura, meio ambiente, comunicação, direitos humanos e justiça, meio ambiente e saúde, tecnologia e produção, trabalho e educação étnico-racial, direitos humanos e educação indígena.

Tais temas, associados a uma visão interdisciplinar da vinculação entre ensino, pesquisa e extensão, são trabalhados por meio de projetos, programas, cursos e oficinas, eventos e prestações de serviço que se aplicam também à comunidade externa à IBPTECH

Na IBPTECH, todos são integrados à proposta pedagógica, à missão e aos valores desta instituição, conforme indicado a seguir.

Objetivos Gerais

A relação entre as políticas de extensão da IBPTECH e as atividades curriculares do curso de graduação tem como objetivo principal o protagonismo do estudante na integração entre o ensino, a pesquisae extensão, promovendo um diálogo do estudante da graduação com a sociedade e com a comunidade em que ele se insere e, sobretudo, contribuindo para sua formação integral e para a interação da comunidade acadêmica com a sociedade, promovendo seu compromisso com princípios éticos e humanistas, com o senso de justiça e de responsabilidade social que estão ancorados na missão institucional da faculdade.

Objetivos Específicos

Derivados dos objetivos gerais, resultam os seguintes objetivos específicos;

  1. Preparar o estudante para o convívio social e profissional na comunidade em que está inserido e para o trabalho colaborativo e coletivo por meio do desenvolvimento de projetos;
  2. Contribuir para a formação cidadã do estudante, promovendo uma reflexão interdisciplinar, ética e crítica sobre a seu papel na sociedade brasileira e engajando-o em iniciativas que o conectem com o universo social a sua volta;
  3. Incentivar o corpo docente a contribuir com enfrentamento de questões relativas ao desenvolvimento social, econômico e cultural da sociedade brasileira por meio da participação na validação de atividades complementares e por meio do acompanhamento do desenvolvimento dos projetos de extensão nos Laboratórios de Humanidades.
  4. Alimentar e promover a discussão sobre as políticas extensionistas institucionais com dados derivados da aplicação de projetos de extensão na graduação e alimentar as políticas de avaliação institucional, consolidando as experiências com a extensão como parte fundamental da integração entre ensino e pesquisa.

Metodologias Inovadoras e Projetos de Extensão Integrados aos Currículos

A adoção de metodologias inovadoras desde a construção da matriz curricular proporcionou a inserção natural de conteúdos relacionados a educação ambiental, direitos humanos, raça, cultura e etnicidade no Brasil.

Assim, apesar das diretrizes curriculares gerais para os cursos de graduação não requererem atividades complementares como elementos obrigatórios do currículo, optamos por inseri-las como requisito para integralização curricular em nossa matriz justamente porque a consideramos fundamental à formação integral do estudante a participação em cursos, atividades culturais e sociais, voluntárias, eventos acadêmicos.

Com esses princípios e motivações inovadores, os estudantes de graduação IBPTECH desenvolvem as atividades de extensão sumarizadas a seguir.

Laboratórios de Humanidades

Nos Laboratórios de Humanidades, as atividades de extensão são desenvolvidas como projetos de ação e inclusão, projetos de pesquisa aplicada à extensão e projetos de ação educativa. Concebemos que a aprendizagem por projetos concilia o desenvolvimento de competências socioemocionais e cognitivas interessantes para a formação de nosso egresso ao propósito de levar o estudante a atuar e a conhecer o meio social, econômico, cultural que o cerca.

Assim, se dá o trabalho em times para a construção de:

Projetos de ação e inclusão

Voltados, por exemplo, para o desenvolvimento de propostas de intervenção nas grandes áreas que são estudadas ao longo dos períodos letivos nos Laboratórios de Humanidades. Os estudantes são incentivados a trabalhar coletivamente para a construção e aplicação de soluções voltadas para a inclusão social, a inclusão digital, a conscientização sobre questões ambientais, direitos humanos, etc. O objetivo geral da produção de projetos de ação e inclusão é, inicialmente, aprender a desenhar ações de inclusão ou de intervenção em temáticas que possivelmente serão enfrentadas no cotidiano da relação deste estudante com o universo que o cerca. Os objetivos específicos são: saber desenvolver ações inclusivas; saber delinear ações voltadas para responsabilidade social; aplicar atividades e ações inclusivas, podendo intervir de forma ética e responsável nas situações, contextos, casos em que tais temáticas estejam presentes; organizar eventos e ações voltados para inclusão.

Projetos de pesquisa aplicada à extensão

Voltados para a análise das relações estabelecidas com o público externo com o qual deverão trabalhar no semestre. Como as questões ambientais, culturais, étnico-raciais são abordadas em ambientes profissionais diversos? Como o público compreende temáticas como estas em seu cotidiano? Quais as políticas institucionais para lidar com tais questões? Estas e outras questões podem inspirar projetos de pesquisa aplicadas à relação com a comunidade. O objetivo geral da produção de projetos de pesquisa aplicada à extensão é a integração entre pesquisa e extensão mediante o aprendizado de metodologias qualitativas, como observação, entrevistas, pesquisa-ação, estudos de situações e casos. Os objetivos específicos são: saber observar o meio social, cultural e econômico que permeia as relações nos espaços em que as atividades de extensão serão desenvolvidas; aplicar metodologias de pesquisa qualitativas; saber construir relatórios e análises a partir destas metodologias; prospectar dados para análises futuras sobre as relações com ambientes em que as atividades de extensão são aplicadas; organizar eventos de pesquisa e extensão.

Projetos de ação educativa

Voltados para desenvolvimento e aplicação de ações de caráter educacional, visando à conscientização do público em relação a assuntos derivados dos conteúdos aprendidos nos semestres, como, por exemplo, meio ambiente e descarte de resíduos sólidos, racismo institucional, multiculturalismo e diversidade cultural e étnica, direitos humanos e ciberespaço, etc. O objetivo geral da produção de projetos de ação educativa é a promoção de atividades de ensino que não se resumam ao espaço acadêmico, estimulando os estudantes a serem protagonistas em atividades de ensino atreladas à extensão. Os objetivos específicos são a promoção de ações que conscientizem o público em relação aos temas relativos aos conteúdos do semestre; a integração entre ensino e extensão; o desenvolvimento, por parte dos estudantes envolvidos, de competências socioemocionais relacionadas à educação e a troca de conhecimentos; organizar eventos de ensino e extensão.

Atividades Complementares

A extensão também está presente nas atividades complementares que devem ser cumpridas para integralização curricular nos cursos de graduação. Diferentemente dos Laboratórios de Humanidades, nas salas virtuais de Atividades Complementares, os estudantes entregam comprovantes e relatórios de participação em atividades oferecidas pela comunidade acadêmica, profissional, escolar externa à IBPTECH. Se, nos Laboratórios de Humanidades, os incentivamos a serem protagonistas de ações e projetos de extensão, nas atividades complementares incentivamos a relação individualizada com outras instituições mediante a participação em eventos, cursos, atividades culturais e comunitárias promovidas por instituições externas. Nas salas virtuais das atividades complementares, os estudantes são orientados a participarem de ações que, a partir de regulamento próprio, serão qualificadas no espectro das atividades extensionistas. Forneceremos, ainda, atividades virtuais com o objetivo de orientá-los ao desenvolvimento de competências socioemocionais e cognitivas relacionadas aos grupos de atividades definidos em seu Regulamento.