Defesa Cibernética e os profissionais da área jurídica – Novos conhecimentos para o seu futuro, que começa agora!

A formação de advogados, promotores e juízes está em acelerada transformação, pois o futuro das profissões jurídicas passa a depender tanto de habilidades e conhecimentos tecnológicos quanto da inserção tecnológica dos próprios tribunais e escritórios de advocacia. Quase todas essas competências estão relacionadas à segurança da informação, tema que se destaca nos assuntos a regular e no dia a dia dos operadores do direito.

Como estar preparado e à frente também nas profissões jurídicas baseadas em tecnologia? Bem, nós acreditamos que o melhor caminho para atingir esse objetivo é frequentar o curso superior de tecnologia em defesa cibernética na Faculdade IBPTECH de Ciências Forenses e Tecnologia.

Primeiro, porque a graduação tecnológica é rápida – são apenas cinco semestres – e pode ser realizada a distância e em qualquer horário, o que é muito conveniente para o profissional jurídico de sucesso. Segundo, porque os dois primeiros semestres da Faculdade de Ciências Forense foram construídos sob encomenda também para os profissionais da área jurídica, proporcionando-lhes um embasamento real nas questões tecnológicas, assunto geralmente pouco estudado na graduação em direito. Mais ainda, raramente os cursos de pós-graduação se dedicam verdadeiramente à tarefa de proporcionar aos profissionais do direito a segurança necessária para que eles possam discutir e decidir sobre questões tecnológicas mais complexas, mas a Faculdade de Ciências Forenses e Tecnologia encara esse apoio ao profissional jurídico como uma missão a ser cumprida com entusiasmo.

Em terceiro lugar, os três últimos semestres da graduação tecnológica proporcionam a imersão profunda do profissional jurídico nas tecnologias mais atuais, visando aliar o notório saber jurídico ao tecnológico ou mesmo proporcionar que o profissional jurídico possa adotar uma segunda profissão na área tecnológica. Não passa desapercebida a crescente importância que ganham os gestores, analistas e programadores de software que possuem também formação em direito. A faculdade proporciona cinco semestres de atuação hands-on em laboratórios remotos. O aluno realiza a distância atividades práticas em questões sobre física, eletrônica, telecomunicações e informática, individualmente ou em grupo com outros profissionais jurídicos e de tecnologia. São parceiras e colaboram nesses ambientes as mais reconhecidas e concorridas empresas mundiais de software. Finamente, o profissional jurídico não precisa prestar vestibular na Faculdade de Ciências Forenses, ele ingressa diretamente no primeiro semestre do curso e logo passa a receber certificações intermediárias em assuntos tecnológicos específicos, alavancando rapidamente seu aperfeiçoamento para atuar na área pública ou na iniciativa privada. A visão multidisciplinar do curso proporciona maior segurança na atuação que envolve o direito e questões tão palpitantes como estratégias para segurança da informação, defesa cibernética, crimes de alta tecnologia, compliance digital, proteção de dados, inteligência artificial e muitas outras.

Se você é um profissional jurídico interessado em novas tecnologias, visite a Faculdade IBPTECH de Ciência Forenses e Tecnologia e conheça o Curso Superior de Tecnologia em Defesa Cibernética.